Vendas do varejo crescem 0,6% após queda em janeiro, diz IBGE

Carolina Nalin
·1 minuto de leitura

RIO - As vendas do varejo brasileiro avançaram 0,6% em fevereiro, após contrair 0,2% em janeiro segundo dados da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do IBGE divulgados nesta terça-feira.

O resultado veio em linha com o esperado pelo mercado. Os especialistas ouvidos pela Reuters previam alta de 0,6% no mês.

O gerente da pesquisa, Cristiano Santos, explica que a volta às aulas gerou aquecimento nas vendas. “Janeiro é um mês de contas extraordinárias, como IPTU e IPVA, então é comum um consumo menor no comércio. Já em fevereiro, temos a volta do orçamento mensal das famílias a uma maior normalidade e o retorno dos alunos às escolas, aquecendo as compras de material escolar. Assim, mesmo com o cancelamento do carnaval, que impacta, por exemplo, em menores vendas de bebidas alcoólicas nos supermercados, tivemos uma variação positiva esse mês”, avalia Santos.

Apesar do desempenho positivo, o resultado de fevereiro sinaliza a dificuldade que o varejo enfrenta neste início de ano. O recrudescimento da pandemia e as restrições impostas à mobilidade, além do alto desemprego e fim da primeira rodada do auxílio emergencial, indicam perda de fôlego do setor.

A expectativa dos analistas é que o mês de março apresente baixo desempenho em relação à fevereiro, diante do aumento de casos de Covid-19 e da ausência de novas medidas de socorro emergencial do governo.