Venezuela começa a imunizar crianças de 2 anos contra Covid com vacina cubana

·1 min de leitura
Enfermeira prepara dose da vacina russa contra Covid-19 Soberana 02 em hospital de Havana

CARACAS (Reuters) - A Venezuela começou a vacinar crianças de idades entre 2 e 11 anos contra a Covid-19 com a vacina cubana Soberana 2, anunciou a vice-presidente Delcy Rodríguez nesta segunda-feira.

Cuba, uma aliada próxima do governo de Nicolás Maduro, diz que suas vacinas Abdala, Soberana 2 e Soberana Plus têm eficácia maior do que 90%.

Embora autoridades cubanas digam que os resultados iniciais sejam semelhantes aos de outras vacinas que reduzem significativamente a transmissão, quadros graves da doença e mortes, especialistas reclamam que os resultados ainda não foram revisados por pares.

"Na Venezuela, o uso da vacina Soberana 2, a vacina cubana, já foi autorizado para vacinar crianças entre 2 e 11 de idade", disse Rodríguez em um pronunciamento ao vivo no canal estatal de televisão.

A partir de uma escola na região oeste de Caracas, Rodríguez acrescentou que profissionais de saúde haviam iniciado a vacinação de crianças cujos sistemas imunológicos estão comprometidos.

Há aproximadamente 3,5 milhões de crianças entre 2 e 11 anos de idade na Venezuela, de acordo com o ministro da Saúde, Carlos Alvarado, que acompanhou Rodríguez na transmissão.

A Venezuela registrou 413.135 infecções e 4.965 mortes por conta da pandemia de coronavírus.

(Reportagem de Vivian Sequera, em Caracas)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos