Venezuela começará a vacinar profissionais de saúde na quinta-feira, diz Maduro

·1 minuto de leitura
Carregamento de doses da vacina russa Sputnik V

CARACAS (Reuters) - A Venezuela começará a vacinar profissionais de saúde contra o novo coronavírus na quinta-feira, disse o presidente Nicolás Maduro, em uma coletiva de imprensa nesta quarta-feira.

O anúncio vem depois da chegada das primeiras 100 mil doses da Sputnik V, a vacina russa contra Covid-19, ao país sul-americano no sábado.

"Começaremos a vacinar todos os profissionais de saúde do país, e outros profissionais prioritários", disse Maduro, acrescentando que os parlamentares da Assembleia Nacional serão incluídos na primeira rodada.

O governo da Venezuela passou meses dizendo que o país em crise receberia 10 milhões de doses da Sputnik V, embora a fabricante russa da vacina não tenha confirmado a cifra.

Além disso, a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) disse que entre 1,4 milhão e 2,4 milhões de doses da vacina da AstraZeneca foram reservadas para a Venezuela.

(Por Brian Ellsworth em Caracas)