Venezuela registra primeiros sete casos da variante ômicron

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, discursa em Caracas, 22 de dezembro de 2021 (AFP/ZURIMAR CAMPOS)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Venezuela detectou os sete primeiros casos da variante ômicron do coronavírus, anunciou nesta quarta-feira (22) o presidente Nicolás Maduro.

"Foram detectados os primeiros sete casos de ômicron na Venezuela (...) Era inevitável", disse Maduro.

O presidente socialista informou que os casos foram identificados em Caracas e no vizinho estado de Miranda (centro), assim como em Lara (oeste), com viajantes que retornaram à Venezuela.

Eles chegaram em diferentes voos desde a semana passada, procedentes de Panamá, República Dominicana e Espanha, via Turquia, expressou Maduro em ato transmitido pela TV estatal.

A ômicron, registrada pela primeira vez na África do Sul em 24 de novembro, se transmite mais facilmente do que as variantes anteriores, mas também causaria sintomas mais leves, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

"Estes primeiros casos nos deixam em alerta máximo" para "reforçar as medidas de prevenção e biossegurança", disse a ministra de Ciência e Tecnologia, Gabriela Jiménez.

A variante ômicron já foi detectada em vários países da América Latina, como Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Panamá.

Segundo o governo Maduro, 87% da população da Venezuela foi vacinada contra a covid-19, embora dados da Organização Pan-americana da Saúde (Opas) indiquem que apenas 36% dos habitantes tenham recebido as duas doses, aproximadamente.

De acordo com cifras oficiais, questionadas por organizações como a Human Rights Watch por considerarem que omitem uma elevada subnotificação, o país de 30 milhões de habitantes registrava até a terça-feira 442.178 casos de covid-19 e 5.299 mortes.

erc/yow/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos