Ventania causa acidente em São Conrado com praticante de Base Jump

·1 minuto de leitura

Dois atletas se arriscaram na manhã deste sábado ao pularem da Pedra da Gávea de Base Jump e acabaram se acidentando. Há muitas rajadas de vento na cidade do Rio, o que não dava condições do voo para os praticantes. Perto dali, o Clube de Voo Livre de São Conrado estava com a rampa de voo fechada por conta disso.

O vento arrastou os dois atletas, que não conseguiram pousar como pretendiam. Um deles teve o paraquedas desinflado, caiu na pista da autoestrada Lagoa Barra e foi atropelado por um carro. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dele.

— Hoje a rampa de parapente estava fechada por causa do vento. Eles saltaram com uma rajada de vento forte, possivelmente não analisaram as condições. Foram arrastados e tiveram dificuldade de pousar. Um deles conseguiu, o outro foi jogado para trás do prédio e entrou no rotor do vento. O paraquedas desinflou e ele caiu em queda livre. Quando caiu, um carro arrastou o paraquedas dele. Parece que ele era do Rio Grande do Sul e foi a primeira vez que saltou da Pedra da Gávea — explicou o instrutor de voo Claudio Trota.