Verão chega com praias limpas em Niterói

Lívia Neder

NITERÓI - Oficialmente, o verão começa hoje. Apesar de os meteorologistas afirmarem que desta vez as temperaturas não baterão os recordes de anos anteriores, quando o calor chega, as praias são o lazer preferido. E para os amantes do mar, a promessa é de águas limpas. O mais recente boletim de balneabilidade, divulgado na sexta-feira pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), indicou que todas as praias de Niterói estavam próprias para banho, com exceção de cinco pontos: em frente ao número 163 da Praia João Caetano (Flechas), na altura da Rua Mariz e Barros (Icaraí), em frente à Rua Caraíbas (São Francisco), no lado direito do Clube Naval (Charitas), e na altura do número 1.565 da Avenida Carlos Ermelindo Martins (Jurujuba).O órgão ambiental monitora as praias de Niterói duas vezes por semana e os boletins de balneabilidade são divulgados no seu portal (inea.rj.gov.br). Se a analisarmos o ano de 2019, todas as praias foram consideradas próprias para o banho em 62% dos boletins.

De acordo com o órgão estadual, um dos fatores que contribuíram para esse resultado foi o Projeto Se Liga. Fruto de parceria entre o Inea e a concessionária Águas de Niterói, a iniciativa visa a diminuir o lançamento de efluentes sem tratamento na Baía de Guanabara, nos rios, no solo e nas lagoas da cidade.

“A concessionária repassa à Superintendência Regional Baía de Guanabara do Inea um levantamento prévio dos imóveis que não possuem conexão com a rede coletora. Posteriormente, os proprietários dos imóveis são notificados pelo órgão ambiental estadual a se adequarem, em até 60 dias, conforme preconiza o Decreto Estadual nº 41.310/2008. Até o momento, 1.709 imóveis do município de Niterói se conectaram à rede de esgotamento sanitário após terem sido notificados pela superintendência. Com isso, menos 666.510 litros/dia de esgoto sem tratamento deixaram de ser despejados de forma inadequada”, explica a nota do Inea.

Mas nem só de dias quentes, ideais para a curtir uma praia, será feito o verão 2019/2010. A previsão para janeiro é de muitas instabilidades e possível formação de Zona de Convergência do Atlântico Sul. Muita chuva e temperatura abaixo do normal. Não faz frio, mas também não há previsão de muito calor.

— O ponto de parada das frentes frias durante a estação está no Rio de Janeiro. A descontinuidade da temperatura superficial da água do mar facilita a ocorrência de chuva no Sudeste — alerta a meteorologista do Climatempo, Patricia Madeira.

Ainda assim, a estação é um convite para os esportes ao ar livre. Atleta da equipe de canoa havaiana Mulheres no Mar, Elba Aredes diz que esse período é o momento em que o esporte é mais procurado por novos praticantes.

— Só este ano, a canoa cresceu muito em Niterói. Hoje temos cerca de 27 clubes e mais de três mil remadores. Tem tudo para ser o principal esporte da cidade neste verão. É muito inclusivo, abrange todas as idades e diferentes tipos físicos. Sem falar na possibilidade de curtir o visual da cidade em vários ângulos — destaca a atleta.

Operação verão

Com o objetivo de minimizar os impactos causados nos acessos à orla e nas praias pelo grande fluxo de moradores e visitantes que procuram esses espaços na alta temporada, a Operação Verão da prefeitura foi iniciada em 12 praias da cidade em outubro. Até o último final de semana, 388 veículos já haviam sido multados por estacionamento irregular e outras infrações de trânsito. Os bairros com maior número de autuações foram Itaipu e Itacoatiara. A recomendação é para que os frequentadores priorizem o transporte público nos deslocamentos.

De acordo com a prefeitura, nos próximos dias será publicado no Diário Oficial uma portaria que estende o funcionamento do estacionamento rotativo para todos os dias da semana durante o verão nas praias da Região Oceânica. Locais, horários e preços das vagas de estacionamento (R$ 5 a diária) continuam os mesmos. Rotineiramente, nessa região, o rotativo só funciona nos fins de semana e feriados.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)