Vereador de João Pessoa diz que assessora identificada entre os presos em Brasília é 'servidora exemplar'

A servidora da Câmara Municipal de João Pessoa, Fabíola do Nascimento, foi identificada entre os presos que participaram dos atos terroristas que ocorreram em Brasília no último domingo. Ela é lotada no gabinete do vereador Coronel Sobreira (MDB). Em entrevista a uma rádio local, o parlamentar afirmou que a bolsonarista, que trabalha com ele desde janeiro de 2021, é uma "servidora exemplar". Fabíola teve o nome incluído na lista divulgada pela Secretaria de Administração Penitenciária do DF (Seap-DF).

Saiba quem é: comandante da Guarda Presidencial investigado por impedir ação da PM durante atos terroristas

Sonar: Após atos terroristas, parlamentares atribuem informações falsas à OAB

– Como nós não havíamos tomado conhecimento da ida dela a Brasília, ficamos surpreendidos. Não conseguimos fazer contato com ela, soubemos por familiares que ela foi detida. Posso afirmar, com muita tranquilidade, da servidora que é Fabíola. Tenho uma servidora exemplar no meu gabinete. Ela está de férias, quando retornar vamos analisar a situação juridicamente. Todos tem direito ao contraditório e ampla defesa – afirmou Coronel Sobreira.

Coronel Sobreira é alinhado com as bandeiras do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). Quando foi eleito em 2020, ele chegou a receber R$ 10 mil em doação de campanha do então candidato à prefeitura Nilvan Ferreira Do Nascimento, atualmente filiado ao PL. Nas eleições do ano passado, doou pouco mais de R$ 2 mil para dois candidatos do PRTB ao Congresso Nacional, partido também alinhado à base bolsonarista.

Em suas redes sociais, ele tem registro ao lado da ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro e do ex-ministro Onyx Lorenzoni.

No dia 15 de novembro do ano passado, após a vitória de Lula (PT) na urnas, ele publicou em suas redes vídeos em um ato antidemocrático que ocorreu na capital da Paraíba, na qual vestia as cores da bandeira nacional.

— O direito de manifestação sendo garantido, de livre expressão — diz em vídeo.

Durante o processo eleitoral, ele chegou a postar apoio à reeleição do então chefe do Executivo, mas sempre desincentivou a polarização. Em uma foto, chegou a posar com um amigo apoiador de Lula: "Eu o respeito e mantenho diálogo com ele sobre nossas ideias", escreveu à época.

Nesta sexta-feira, a Câmara Municipal de João Pessoa afirmou, em nota, que Fabíola Nascimento foi afastada do cargo e, caso seja condenada, será exonerada do quadro.

“Tomamos conhecimento do episódio nesta quinta-feira, por meio da imprensa. A assessora parlamentar está de férias e não tinha no seu histórico qualquer fato que desabonasse a sua conduta. Pelo que apurei, ela está de férias e viajou a Brasília por conta própria. É senhora dos seus atos e responde por eles, mas não vamos condenar ninguém por antecipação. Vamos esperar o posicionamento da Justiça e isso determinará se o afastamento será em definitivo ou não”, diz comunicado assinado pelo presidente da Casa, Dinho Dowsley (Avante).