Vereador Marcelo Messias é detido por PMs durante evento de 1º de maio em SP

O vereador foi detido por policiais após
O vereador foi detido por policiais após "festa do dia do trabalhador" ser interrompida por autoridades. Foto: Reprodução/ Instagram @marcelomessiassp.

Durante um discurso inflamado em favor da realização de shows em comemoração ao Dia do Trabalhador, o vereador Marcelo Messias (MDB-SP) foi detido por policiais militares, no Jardim Mirna, em São Paulo, na noite deste sábado (30).

Segundo informações do UOL, o vereador foi jogado ao chão e algemado por policiais após discurso criticando as autoridades que eram contra o evento. Ele teria promovido um show de pagode em uma praça, com verbas destinadas por ele.

Ainda segundo o UOL, as autoridades proibiram a realização do evento, então indignado o vereador discursou ao público: “Nós não podemos aceitar esses canalhas prejudicarem vocês. Eu vou ficar aqui, nem que eu tenha que dormir na rua, esperando uma resposta dos responsáveis. O meu dinheiro não é capim, o dinheiro de vocês não é capim. Essas pessoas têm que tomar vergonha na cara e respeitar vocês”.

Messias foi encaminhado para o 101º Distrito Policial Jardim das Imbuias, ele também registrou um boletim de ocorrência e depois foi liberado. O deputado estadual Adalberto Freitas (PSDB) postou vídeo dentro da delegacia em apoio ao vereador.

Neste domingo (1º), Dia do Trabalhador, o vereador postou em suas redes sociais os preparativos para a "festa do trabalhador" que teve ações e atrações musicais que incluíam o cantor e compositor Dudu Nobre.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos