Vereador de SP vai ao Ministério Público contra ministra do Turismo

*** FOTO DE ARQUIVO *** SÃO PAULO, SP, 28.08.2022 - Primeiro debate entre os principais candidatos a presidência, organizado pela Folha, UOL, TV Bandeirantes e TV Cultura, no estúdio da Band no Morumbi, São Paulo. Na foto: Fernando Holiday (candidato a deputado federal). (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)
*** FOTO DE ARQUIVO *** SÃO PAULO, SP, 28.08.2022 - Primeiro debate entre os principais candidatos a presidência, organizado pela Folha, UOL, TV Bandeirantes e TV Cultura, no estúdio da Band no Morumbi, São Paulo. Na foto: Fernando Holiday (candidato a deputado federal). (Foto: Mathilde Missioneiro/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O vereador paulistano Fernando Holiday (Republicanos) entrou com representação junto ao Ministério Público Federal contra a ministra do Turismo, Daniela Carneiro, em razão de ligações com milicianos do Rio de Janeiro.

Estas relações, afirma o vereador, "carecem de maior informação para evitar eventual afronta aos princípios constitucionais que norteiam a administração pública".

Conforme revelou a Folha, a ministra, também conhecida como Daniela do Waguinho, teve apoio de diversos líderes ligados a milícias em sua base eleitoral, o município de Belford Roxo, na Baixada Fluminense. O elo ameaça a permanência dela no cargo.

Na peça enviada ao MPF, Holiday "solicita a abertura do competente procedimento para apuração de eventuais irregularidades e/ou envolvimento da ministra com a milícia".

Ex-integrante do MBL (Movimento Brasil Livre), Holiday disputou a eleição para deputado federal pelo Novo, mas não se elegeu. Ele recentemente se aproximou do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que foi acusado de ter ligações com milícias ao longo do mandato.