Vereadora de Campinas sofre ataque racista de grupo bolsonarista antivacina

·2 min de leitura
Paolla Miguel, vereadora do PT em Campinas, foi vítima de ofensas racistas (Foto: Reprodução)
Paolla Miguel, vereadora do PT em Campinas, foi vítima de ofensas racistas (Foto: Reprodução)
  • Vereadora Paolla Miguel, de Campinas, sofreu ofensas racistas durante sessão da Câmara

  • Câmara vai investigar ofensas, que foram proferidas por um grupo bolsonarista antivacina

  • Paolla Miguel procurou autoridades para registrar um boletim de ocorrência sobre o caso

Durante sessão na Câmara de Vereadores de Campinas na noite de segunda-feira (8), a vereadora Paolla Miguel (PT) discursava sobre um projeto, quando foi alvo de um ataque racista. Ela falava sobre o Conselho de Desenvolvimento e Participação da Comunidade Negra e um Fundo Municipal de Valorização da Comunidade Negra, quando teria sido chamada de “preta lixo”.

Logo após o ocorrido, o presidente da casa, Zé Carlos (PSB), interrompeu Paolla Miguel para repudiar o ocorrido. Agora, a Câmara de Vereadores vai investigar o caso.

Nesta terça-feira (9), Paolla foi com uma comitiva de vereadores e apoiadores ao 1º Distrito Policial de Campinas denunciar o caso.

“Em menos de 11 meses de mandato, já fui destratada por servidores (afinal, não tinha ‘cara’ de vereadora), interromperam minha fala, agora, fui alvo de ataques racistas por militantes bolsonaristas anti-vacina. A Câmara de Campinas não deve se dobrar ao fascismo e ao racismo”, declarou a vereadora nas redes sociais.

“Agradeço a todas as palavras de carinho e solidariedade que recebi. Juntes nós temos forças para enfrentar a ameaça nazifascista, racista e excludente que tomou de assalto esse país e tem ramificações na nossa cidade. Repito: não vão me calar, não vão nos calar!”

Pelas redes sociais, o ex-presidente Lula (PT) se manifestou e se solidarizou com Paolla Miguel. “Companheira Paolla Miguel, meu abraço, carinho e solidariedade, contra o preconceito e as ofensas feitas ontem na Câmara de Campinas. O racismo é uma praga, uma herança escravocrata que tem que ser eliminada da nossa sociedade.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos