Vereadora é abraçada e beijada à força durante sessão na Câmara de Florianópolis

Vereadora é assediada por colega durante sessão na Câmara - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Vereadora é assediada por colega durante sessão na Câmara - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Câmeras que transmitiam a sessão da Câmara Municipal de Florianópolis, capital catarinense, nesta quarta-feira (7) mostraram o momento em que um vereador abraçou e beijou à força uma colega de parlamento.

Carla Ayres (PT) discutia um projeto de lei com Marquinhos da Silva (PSC), quando foi abordada pelo vereador. Ele a puxa pelo braço e se levanta, enquanto a vereadora tenta sair. Na sequência, Marquinho a abraça por trás e beija seu rosto à força.

As imagens foram publicadas pela própria vereadora, em suas redes sociais.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

"No dia em que aprovamos a Procuradoria da Mulher na Câmara Municipal de Florianópolis, mais uma cena de assédio que precisamos lutar para que não ocorra nas ruas e nos parlamentos do nosso país. Não é brincadeira se só um riu", escreveu a parlamentar que recebeu o apoio de várias pessoas, inclusive outros vereadores de municípios localizados em Santa Catarina.

Em nota divulgada nas redes sociais, Marquinhos da Silva disse estar triste pela "notícia de acusação de assédio".

Ele admitiu ter abordado a vereadora "de maneira inconveniente, sem a sua autorização" e pediu desculpas pela atitude.

"Reconheço meu erro em abordar a vereadora de maneira inconveniente, sem a sua autorização, e diante disso peço minhas sinceras desculpas a ela e a todas as mulheres que se sentiram ofendidas pelo meu ato. Ressalto que em nenhum momento agi de maneira má-intencionada, porém, fui infeliz em invadir o seu espaço. Levarei essa atitude equivocada como um aprendizado, compreendendo essa situação e repudiando toda forma de assédio", escreveu na publicação.

Tanto a Câmara, quanto a legenda do vereador não se posicionaram sobre as medidas que devem ser tomadas diante da conduta do parlamentar com a vereadora.