#Verificamos: É falso que Gleisi afirmou que seca no Nordeste é ‘quase um patrimônio, e não deve ser destruída’

por Clara Becker

Circula nas redes sociais a informação de que a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, teria dito que “a seca no Nordeste é cultural, quase um patrimônio, e não deve ser destruída”. Segundo a publicação, o Partido dos Trabalhadores teria entrado na Justiça para impedir Bolsonaro de combater o problema na região. Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:


“A seca no Nordeste é cultural, quase um patrimônio, e não deve ser destruída, diz a Presidente do PT”
Publicação que, até as 15h do dia 22 de abril de 2019, tinha 1,5 mil compartilhamentos no Facebook

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa e antiga. Em janeiro deste ano, o Partido dos Trabalhadores publicou nota desmentindo o boato. Nela, Gleisi Hoffmann, presidente da sigla, declarou que a informação “é mentira, totalmente fake”. Em seguida, pediu que os brasileiros não acreditassem nela. “Nunca falei isso pra Mônica Bergamo ou para qualquer outra pessoa”. A publicação circulava com uma montagem que imitava a conta de Twitter da jornalista do jornal Folha de S.Paulo.

Gleisi lembrou ainda que “acabar com a seca no Nordeste sempre foi nosso objetivo, do PT e do Lula. Fomos nós que implantamos as cisternas e iniciamos a transposição do São Francisco“.

“PT entrará na Justiça para impedir que Bolsonaro combata seca no Nordeste”
Publicação que, até as 15h do dia 22 de abril de 2019, tinha diversos compartilhamentos no Facebook

FALSO

Em outra versão do boato, a fala de Gleisi é atribuída a um advogado do PT. Nesta publicação, o PT teria entrado com uma liminar para barrar um projeto do presidente Jair Bolsonaro de dessalinização da água do mar para combater a seca no Nordeste. O partido esclareceu que o pedido de liminar nunca existiu e que “o projeto de dessalinização anunciado como novidade pelo novo governo não é novidade no sertão e existe em centenas de comunidades do semiárido por iniciativa dos governos do PT”.  

Checagem semelhante foi feita pelo site Aos Fatos.  

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Natália Leal