#Verificamos: Lula não disse que evangélicos votam no PT por ‘grão de arroz na mesa’

Reprodução

por Chico Marés

Circula nas redes sociais uma imagem com uma frase atribuída ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na qual ele diz que evangélicos votam no PT “por causa de um grão de arroz na mesa”. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da ​Lupa​:

Reprodução


“Os pastores mete o pau na gente, mas os fiéis deles votam na gente, nem na bíblia a gente acredita e eles vota em nóis. Tudo por causa de um grão de arroz na mesa”
Frase atribuída ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em publicação no Facebook que, até as 17h do dia 25 de novembro, foi compartilhada por mais de 400 pessoas

FALSO

A frase analisada pela Lupa não foi dita por Lula. Ela começou a circular na internet em maio de 2015, após o ex-presidente fazer críticas a pastores evangélicos em palestra do Seminário Nacional de Estratégia, promovido pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf).

Na ocasião, Lula disse que os pastores evangélicos “jogam a culpa [de tudo] em cima do diabo.” “Acho fantástico isso. Você está desempregado é o diabo, está doente é o diabo, tomou um tombo é o diabo, roubaram o seu carro é o diabo”, declarou. Depois, Lula ironizou: “Não tem nem investigação. É direto. O culpado está ali. É a teoria do domínio do fato”, disse. Essas frases foram registradas, à época, pelo Estado de S. Paulo, pelo O Globo e pela Folha de S. Paulo.

No dia seguinte a este discurso, um site que utilizada de forma fraudulenta a marca do SBT, hospedado na plataforma blogspot, incluiu a frase analisada pela Lupa em um texto sobre o assunto. O site foi removido e está fora do ar, mas é possível encontrar referências a essa adulteração em outras páginas. Isso explica o “SBT” que aparece na imagem. 

É possível verificar que, além da grafia e concordância deliberadamente incorretas, o autor do texto usa aspas de forma errada – incluindo um espaço no início e no final da frase, o que é errado de acordo com as regras ortográficas da Língua Portuguesa.

assessoria do Instituto Lula também negou que o presidente tenha dito essa frase na ocasião – ou em qualquer outro momento.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook