Versão feminina do filme 'Piratas do Caribe' é cancelada, revela atriz Margot Robbie

A atriz Margot Robbie revelou que a versão feminina do filme "Piratas do Caribe" — que seria protagonizada por ela — teve produção cancelada pela Disney. Originalmente estrelada por Johnny Depp (intérprete do personagem Jack Sparrow), a franquia de sucesso, com cinco filmes lançados, é um dos maiores trunfos da empresa e arrebanha, até hoje, plateias gigantescas mundo afora.

Veja fotos: Após separação, Gisele Bündchen é fotografada ao lado de lutador apontado como novo affair

Entrevista: Luiz Fernando Guimarães fala sobre vício e carreira, em autobiografia: 'A terapia me fez sair do fundo do poço'

"Tínhamos uma ideia, e estávamos desenvolvendo ela há algum tempo, por anos. Seria uma história liderada por mulheres, num tipo diferente do que é visto na franquia, o que achamos que seria muito legal. Mas acho que eles (os produtores da Disney) não querem fazer isso", lamentou, em entrevista à revista americana "Vanity Fair", a atriz de 32 anos, conhecida por trabalhos em filmes como "Aves de rapina: Arlequina e sua emancipação fabulosa" (2020) e "Eu, Tonya" (2017), que lhe rendeu uma indicação ao Oscar.

A revista "Variey" entrou em contato com o estúdio, mas não obteve resposta sobre o assunto. Em junho de 2020, a Disney havia anunciado que Margot Robbie estrelaria um novo filme de "Piratas do Caribe", com roteiro escrito por Christina Hodson (de "Aves de rapina").

Em maio de 2022, Jerry Bruckheimer — responsável pela produção dos cinco filmes da franquia — afirmou que o futuro de "Piratas do Caribe" não contaria mais com o envolvimento de Johnny Depp no elenco, apesar dos rumores acerca de seu retorno à história.

"Sim. Estamos falando com Margot Robbie. Estamos desenvolvendo dois roteiros de Piratas – um com ela, outro sem”, disse Bruckheimer, à época, quando perguntado sobre o futuro da franquia "Piratas". "[Depp estará de volta?] Não neste momento. O futuro ainda está para ser decidido", respondeu o produtor.