Verstappen (Red Bull) ultrapassa Hamilton no fim e vence o GP da França de F1

·5 minuto de leitura

O holandês Max Verstappen (Red Bull) venceu o Grande Prêmio da França de Fórmula 1 ao ultrapassar o britânico Lewis Hamilton (Mercedes), que terminou em segundo lugar, na penúltima volta neste domingo, no circuito de Paul Ricard, em Le Castellet, na França.

O mexicano Sergio Pérez (Red Bull) completa o pódio nesta que foi a 7ª prova da temporada e a quarta colocação ficou com o finlandês Valtteri Bottas (Mercedes).

Graças ao triunfo, Verstappen amplia sua vantagem sobre Hamilton de 4 para 12 pontos na classificação geral do Mundial de pilotos.

No de construtores, a Red Bull aumentou sua margem sobre a Mercedes de 26 para 37 pontos.

Diante de 15.000 espectadores (o que fez desse o evento mais importante organizado na França desde o início da pandemia covid-19), Verstappen, que largou da pole position, não fez uma boa largada e Hamilton o ultrapassou depois que o holandês perdeu o controle de seu carro na primeira curva.

Uma primeira parada nos boxes logo no início e outra depois da metade da corrida - enquanto Hamilton trocou os pneus apenas uma vez - permitiu que ele construísse as bases para a vitória nos quilômetros finais.

As McLarens foram a terceira força no paddock nesta corrida, com o britânico Lando Norris em quinto e o australiano Daniel Ricciardo em sexto.

Completam a zona de pontuação o francês Pierre Gasly (AlphaTauri) em sétimo, o espanhol Fernando Alonso (Alpine) em oitavo e as Aston Martins do alemão Sebastian Vettel (9º) e o canadense Lance Stroll (10º).

As Ferraris decepcionaram desta vez, com uma décima primeira colocação para o espanhol Carlos Sainz Jr e uma décima sexta para o monegasco Charles Leclerc.

- Mudança de ciclo? -

A corrida deste domingo confirmou acima de tudo que Verstappen é um adversário temível que vai dificultar muito a vida de Hamilton em sua luta para conquistar seu oitavo título mundial.

O inglês havia conquistado a 'pole' e a vitória em 2018 e 2019 no circuito de Le Castellet, desde o regresso deste circuito ao calendário. Em 2020 a corrida não foi realizada devido à pandemia de covid-19 e nesta prova de 2021 a sorte não sorriu para a Mercedes.

Hamilton também não soube aproveitar o início do GP, que poderia ter causado um grande revés para Verstappen.

"Fiquei muito chateado, mas tinha de continuar", disse o holandês após a corrida.

Ver sua equipe derrotar a Mercedes pela quarta vez em 2021 e pelo terceiro Grande Prêmio consecutivo é "muito motivador", disse Verstappen.

"Lutamos durante toda a corrida e acho que será assim durante toda a temporada", previu o piloto da Red Bull.

Hamilton se mostrou resignado após sua derrota.

"Fizemos um bom trabalho, mas não funcionou. O Red Bull é apenas mais rápido", disse ele. "Eles tiveram mais potência durante todo o fim de semana" ao falar sobre o que até agora foi um ponto forte para a Mercedes em comparação com os outros. Por isso, em sua opinião, sua equipe deve "encontrar o ritmo certo porque perdemos tempo nas retas".

O Grande Prêmio da França permitiu à Mercedes um desempenho mais adequado ao seu nível, após suas atuações desastrosas nas duas corridas anteriores, em Mônaco e Azerbaijão.

Na próxima semana, será a vez do Grande Prêmio da Estíria, na Áustria, a primeira de duas corridas consecutivas programadas para ocorrerem no circuito Red Bull Ring em Spielberg.

-- Classificação do Grande Prêmio da França, no circuito de Paul-Ricard (5,842 km):

1. Max Verstappen (HOL/Red Bull-Honda) 309,690 km em 1h 27:25.770 (média: 212,530 km/h)

2. Lewis Hamilton (GBR/Mercedes) a 2.904

3. Sergio Pérez (MEX/Red Bull-Honda) a 8.811

4. Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) à 14.618

5. Lando Norris (GBR/McLaren-Mercedes) a 1:04.032

6. Daniel Ricciardo (AUS/McLaren-Mercedes) a 1:15.857

7. Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri-Honda) a 1:16.596

8. Fernando Alonso (ESP/Alpine-Renault) a 1:17.695

9. Sebastian Vettel (ALE/Aston Martin-Mercedes) a 1:19.666

10. Lance Stroll (CAN/Aston Martin-Mercedes) a 1:31.946

11. Carlos Sainz Jr (ESP/Ferrari) a 1:39.337

12. George Russell (GBR/Williams-Mercedes) a 1 volta

13. Yuki Tsunoda (JPN/AlphaTauri-Honda) a 1 volta

14. Esteban Ocon (FRA/Alpine-Renault) a 1 volta

15. Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo-Ferrari) a 1 volta

16. Charles Leclerc (MON/Ferrari) a 1 volta

17. Kimi Räikkönen (FIN/Alfa Romeo-Ferrari) a 1 volta

18. Nicholas Latifi (CAN/Williams-Mercedes) a 1 volta

19. Mick Schumacher (ALE/Haas-Ferrari) a 1 volta

20. Nikita Mazepin (RUS/Haas-Ferrari) a 1 volta

Melhor volta na corrida: Max Verstappen (HOL/Red Bull-Honda) 1:36.404 na 35ª volta (média: 218,156 km/h)

-- Mundial de pilotos:

1. Max Verstappen (HOL) 131 pts

2. Lewis Hamilton (GBR) 119

3. Sergio Pérez (MEX) 84

4. Lando Norris (GBR) 76

5. Valtteri Bottas (FIN) 59

6. Charles Leclerc (MON) 52

7. Carlos Sainz Jr (ESP) 42

8. Pierre Gasly (FRA) 37

9. Daniel Ricciardo (AUS) 34

10. Sebastian Vettel (ALE) 30

11. Fernando Alonso (ESP) 17

12. Esteban Ocon (FRA) 12

13. Lance Stroll (CAN) 10

14. Yuki Tsunoda (JPN) 8

15. Kimi Räikkönen (FIN) 1

16. Antonio Giovinazzi (ITA) 1

17. George Russell (GBR) 0

18. Mick Schumacher (ALE) 0

19. Nikita Mazepin (RUS) 0

20. Nicholas Latifi (CAN) 0

-- Mundial de construtores:

1. Red Bull-Honda 215 pts

2. Mercedes 178

3. McLaren-Mercedes 110

4. Ferrari 94

5. AlphaTauri-Honda 45

6. Aston Martin-Mercedes 40

7. Alpine-Renault 29

8. Alfa Romeo Racing-Ferrari 2

9. Williams 0

10. Haas-Ferrari 0

./bds/pel/fbx/dr/psr/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos