Vestibular da Unesp tem questões sobre fake news e desmatamento na Amazônia

·2 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A primeira fase do vestibular da Unesp teve início neste domingo (14) para os candidatos que buscam uma vaga em cursos de biológicas. A prova incluiu questões sobre acesso de mulheres a metódos contraceptivos, fake news e discussão a respeito do desmatamento na Amazônia e sua relação com a crise hídrica.

Ao todo, a prova foi aplicada em 31 cidades paulistas e em quatro de outros estados. De acordo com a Fundação Vunesp, eram esperados 38.660 vestibulandos e 35.794 compareceram, ou seja, a abstenção foi de 7,4% --o número é menor do que no primeiro dia do vestibular de 2021, quando o número de ausentes chegou a 15,3%.

Para ingressar na Unesp, uma das universidades mais prestigiadas do país, os candidatos tiveram que responder a 90 questões durante cinco horas. Medicina é o curso mais concorrido --ao todo, quase 24 mil jovens buscam uma das 90 vagas disponíveis, ou seja, a relação candidato por vaga é de 261,4.

Maria Gabriela Santos, 20, é uma das candidatas ao curso de medicina. Assim como outros candidatos, ela postou no Twitter que a prova estava difícil. "Que delícia todo mundo reclamando da Unesp, bom saber que não fui a única", escreveu ela.

À reportagem, Santos avaliou que a prova estava mais complicada do que em outros anos que ela havia prestado também, como em 2017 e 2018 e prestei agora de novo. "Achei português e inglês muito difícil, mesmo as questões de interpretação", disse.

Na segunda-feira (15), dia de quem disputa uma vaga para os cursos de humanas e exatas, o curso mais concorrido é o de direito, com 39,4 candidatos por vaga. Aqueles que ainda precisam aguardar mais um dia para fazer a prova relataram ansiedade com os relatos de que a prova estava difícil.

A divisão de alunos na primeira fase de acordo com as áreas que eles pretendem estudar foi aplicada, pela primeira vez, no vestibular de 2021 e mantida para o de 2022. A manobra foi uma forma encontrada pela universidade para evitar aglomeração de candidatos em meio à pandemia da Covid-19.

A segunda fase está marcada para o dia 19 de dezembro. A prova também sofreu alteração em decorrência da pandemia. Antes, eram aplicadas questões dissertativas. Agora, para reduzir o tempo que o aluno fica dentro da sala de aula, a prova consiste em 60 questões múltipla escolha e uma redação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos