Veterano de guerra de 99 anos, agora número 1 da música britânica

·2 minuto de leitura
(Arquivo) A versão do capitão Tom Moore da música "You'll Never Walk Alone vendeu 82.000 cópias, ultrapassando "Blinding light" do artista canadense The Weeknd

Um veterano britânico da II Guerra Mundial de 99 anos, que ganhou fama por lançar uma campanha para arrecadar dinheiro para os profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate ao coronavírus, tornou-se o artista mais velho a alcançar o número um da música britânica.

A versão do capitão Tom Moore da música "You'll Never Walk Alone" - muito popular de um musical de 1945 - vendeu 82.000 cópias, informou a agência de notícias Press Association na sexta-feira, ultrapassando "Blinding light" do artista canadense The Weeknd.

"Não é real, é realmente impressionante!", tuitou o capitão Moore.

O single de Moore, que interpreta a canção ao lado do ator e cantor Michael Ball e um coral do serviço público de saúde, é o álbum que se vendeu mais rapidamente em 2020, de acordo com a agência.

Chegar ao número 1 não é fácil, reconheceu Martin Talbot, diretor executivo da Official Charts Company, para a PA. Até mesmo o cantor do The Weeknd, Abel Makkonen Tesfaye, tuitou seu apoio na quinta-feira ao "incrível veterano de guerra de 99 anos" e sua esperança de que Moore "possa chegar ao número 1 para seus 100 anos".

"Meus netos não conseguem acreditar que estou no número 1!" conta Moore, que faz aniversário no final deste mês.

A organização Guinness também anunciou que Moore quebrou o recorde de maior arrecadação beneficente com uma caminhada individual - com mais de 27 milhões de libras (33 milhões de dólares, 31 milhões de euros) arrecadados.

Seu objetivo inicial era arrecadar 1.000 libras (1.240 dólares, 1.140 euros) para o sistema público de saúde britânico, o NHS, caminhando 100 passos em seu jardim de 25m2 com ajuda de um andador.

Mas seu projeto logo recebeu um imenso apoio popular, tornando-se um fenômeno global em meio à pandemia de coronavírus que matou mais de 197.000 pessoas em todo o mundo, elogiado pelo campeão olímpico britânico Mo Farah e pelo príncipe William.

Na última etapa em seu jardim em Bedfordshire, sul da Inglaterra, foi acompanhado pela guarda de honra do Regimento de Yorkshire, com transmissão ao vivo na televisão britânica na quinta-feira.

"Que maneira de acabar a semana!", diz o último tuíte de Moore.

"É simplesmente maravilhoso e tudo por uma causa tão boa. A equipe e os voluntários do NHS (Serviço Nacional de Saúde britânico) são os verdadeiros heróis e continuam fazendo um trabalho tão magnífico OBRIGADO!"