Vettel anuncia aposentadoria da F1 no fim do ano: 'Meu objetivo mudou de ganhar corridas para ver meus filhos crescerem'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A temporada de 2022 será a última disputada por Sebastian Vettel. O piloto alemão, que acumula quatro campeonatos e 53 vitórias na Fórmula 1, comunicou sua aposentadoria nesta manhã através de um vídeo nas redes sociais. O motivo da decisão foi pessoal: o piloto quer ter mais tempo para se dedicar aos cuidados com os três filhos.

— Eu amo esse esporte, ele foi o centro da minha vida desde que eu lembro, mas ao mesmo tempo em que há vida nas pistas, também há fora delas. Ser um piloto nunca foi minha única identidade. Quem sou eu? Sebastian, pai de três crianças e marido de uma mulher maravilhosa — declarou o alemão

Vettel falou também sobre o malabarismo entre dedicar-se a vencer corridas e ganhar títulos e os desafios da criação dos filhos.

— Meu objetivo mudou de ganhar corridas e brigar por títulos para ver meus filhos crescerem, passar a eles meus valores, esperar que eles se levantem quando caírem, escutá-los quando precisarem de mim, não ter que dizer "tchau" e, o mais importante, ser capaz de aprender com eles e permitir que me inspirem — ressaltou.

Em um relato cheio de confisões pessoais, Vettel afirmou que as crianças são o futuro da humanidade, e que sua melhor corrida ainda está para acontecer. Ele revelou sua esperança na próxima geração, reiterando que "a próxima curva está em boas mãos".

— O amanhã pertence àqueles que estão moldando o hoje. A próxima curva está em boas mãos, já que a nova geração já surgiu. Acredito que ainda há uma corrida a ser vencida. Adeus, e obrigado por me permitirem dividir essa pista com vocês. Eu amei cada parte disso — finalizou.

Dono de 122 pódios em 16 anos de carreira, o alemão foi tetracampeão consecutivo de 2010 a 2013, quando fazia parte da RBR. Ele tem ainda três vices: em 2009, ficou abaixo de Jenson Button, da Mercedes, e uma posição acima de Rubens Barrichello, da mesma escuderia; e em 2017 e 2018, quando já estava na Ferrari, perdeu o campeonato pra Lewis Hamilton.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos