Viúva de Guilherme de Pádua diz que ex-ator morreu em seus braços: "Julgamentos acabaram"

Viúva de Guilherme de Pádua, Juliana Lacerda falou pela primeira vez após a morte do ex-ator. Em um vídeo, em que aparece chorando, ela disse que ao lado do marido foi a pessoa "mais feliz do mundo". E revelou que o então pastor morreu em seus braços.

"Eu fui a pessoa mais feliz ao seu lado. Não sei como sobreviverei sem você. Você se foi, mas me deixou uma pessoa melhor e mais madura em todos os sentidos. E o melhor, ninguém mais poderá te julgar porque você não ouvirá mais, pois está ao lado do pai. E agradeço por você ter morrido em meus braços. Pude me despedir de você muito", escreveu Juliana.

O julgamento que Juliana se refere é sobre o assassinato que Guilherme de Pádua cometeu contra a atriz Daniella Perez, em 1992, enquanto contracenavam na novela "De corpo e alma".

"Seu sofrimento e julgamentos das pessoas acabaram, meu amor. Fique em paz agora. Você não sentiu dor, só dormiu em meus braços. Já, já a gente se encontra. E espero que seja breve, porque não sei se conseguirei estar aqui sem você. Outro homem igual ou melhor que você jamais irá ter nessa terra. Então, me espere aí no ceú, porque vou ser sua eterna esposa".

O ex-ator Guilherme de Pádua morreu aos 53 anos, em Belo Horizonte, Minas Gerais. Ele teve um infarto. A informação foi confirmada pela Igreja Batista da Lagoinha, que ele frequentava e onde era pastor.

"Pouco antes das 22h, recebi o telefonema de uma irmã falando de um dos nossos pastores que acabou de falecer. Pra mim foi um impacto muito grande, porque hoje de manhã eu dirigi o culto e ele estava com a esposa no primeiro banco. Ele praticou aquele crime tão terrível com a Daniela Perez, foi preso, cumpriu a pena e se converteu. Ele tava dentro de casa, caiu e morreu. Acabou de morrer", disse o pastor Márcio Valadão.