"Viúva negra" cósmica gulosa é a estrela de nêutrons mais pesada conhecida até agora

Por Will Dunham

WASHINGTON (Reuters) - Astrônomos detectaram o exemplo mais maciço de uma estrela de nêutrons, classificada como "viúva negra", que ficou especialmente pesada ao engolir a maior parte da massa de uma estrela companheira.

Os pesquisadores disseram que a estrela, girando 707 vezes por segundo, tem uma massa cerca de 2,35 vezes maior que a do nosso sol. Talvez seja a maior massa possível para esse tipo de objeto antes que entre em colapso e forme um buraco negro.

Uma estrela de nêutrons é o núcleo compacto colapsado de uma maciça estrela que explodiu como uma supernova no fim do seu ciclo de vida. A que foi descrita pelos pesquisadores é um tipo altamente magnetizado de estrela chamado pulsar, que solta feixes de radiação eletromagnética dos seus pólos. Ao girar, esses feixes parecem pulsar da perspectiva de um observador da Terra - parecido com a luz giratória de um farol.

Apenas uma outra estrela de nêutrons gira mais rápido do que esta até onde se sabe.

"Quanto mais pesada a estrela, mais denso é o material em seu núcleo", disse Roger Romani, diretor do Centro de Ciência Espacial e Astrofísica da Universidade de Stanford e co-autor da pesquisa publicada esta semana na Astrophysical Journal Letters.

"Então, como a estrela de nêutron mais pesada conhecida, esse objeto apresenta o material mais denso do universo observável. Se fosse mais pesado, entraria em colapso e se tornaria um buraco negro, e o que estivesse dentro ficaria para sempre isolado de qualquer observação”, acrescentou Romani.

(Reportagem de Will Dunham)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos