Viúva a partir desta segunda na ficção, Gloria Pires diz: 'Vou ficar velhinha e curtir com Orlando o ninho vazio'

Marcelle Carvalho
1 / 2

orlandomorais62_36631661_297905080753775_7876631740649832448_n.jpg

Gloria e Orlando: envelhecendo juntinhos

Um pedaço de Lola vai embora, nesta segunda-feira, em "Éramos seis". Seu companheiro de anos, Júlio (Antonio Calloni), morre, após passar mal, ser internado e precisar de transfusão de sangue.  A viuvez, que pega Lola de surpresa, é o início do destino solitário que acometerá Lola, segundo o  livro de Maria José Dupré, em que se baseia a trama das seis. Já Gloria Pires, intérprete da protagonista, tem outros planos para o futuro.

 

— Não temo a solidão. Vira e mexe, busco momentos de solidão, inclusive. Preciso muito de silêncio, sou muito introspectiva. Sempre fui, desde criança. A vida artística me obrigou a encarar essa coisa de público, de assédio, no sentido de popularidade. Isso para mim foi um processo longo e difícil. Só depois, bem mais velha, que comecei a lidar bem com essa coisa de estar em público. Espero ficar uma velhinha saudável para aproveitar a companhia dos meus filhos, dos meus netos, se eu os tiver, e do meu marido. Curtir com Orlando o ninho vazio — afirma a atriz.