Vice pedetista diz que partido sempre respeitou Lula e que posição de Ciro é individual

***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 18.01.2017 - O deputado federal André Figueiredo (PDT-CE), da direção nacional do seu partido. (Foto: Alan Marques/Folhapress)
***ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 18.01.2017 - O deputado federal André Figueiredo (PDT-CE), da direção nacional do seu partido. (Foto: Alan Marques/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Vice-presidente nacional do PDT, o deputado federal André Figueiredo (CE) afirma que o partido sempre teve respeito com relação a Luiz Inácio Lula da Silva (PT), e que as críticas de Ciro Gomes ao adversário são de caráter pessoal.

"O posicionamento é do Ciro, é uma questão pessoal dele. Ele tem seus motivos para isso, não entro no mérito. O PDT sempre teve respeito com Lula, na Câmara dos Deputados tivemos convergência com o PT em várias ocasiões", afirma Figueiredo.

Ao mesmo tempo, diz, há desrespeito dos petistas com relação a seu partido, o que pode comprometer um eventual apoio a Lula em segundo turno e a relação futura entre as legendas.

Figueiredo se refere à tentativa de lulistas de atrair apoiadores de Ciro para tentar vencer a eleição no primeiro turno.

"Vejo uma atitude desrespeitosa do PT com o PDT. Temos candidatura consolidada desde 2018, e não existe a menor possibilidade de fazermos corpo mole", afirma.

"Isso pode comprometer nosso posicionamento nacional. No Bolsonaro nós não votamos, mas precisamos ter um mínimo de respeito recíproco no segundo turno".

Um exemplo dessa suposta falta de consideração, afirma, é a decisão do PT de lançar candidato próprio ao governo do Ceará contra um nome do PDT. "Há um desrespeito institucional do PT conosco", diz o deputado.

Para o deputado Reginaldo Lopes (PT-MG), da coordenação da campanha de Lula, "se dependesse do PDT da Câmara, já teríamos coligado no primeiro turno". "A relação com os parlamentares é a melhor possível, estamos juntos no bloco da Minoria", diz.

Segundo Lopes, o objetivo é ter uma aliança entre PT e PDT no segundo turno que seja independente de Ciro. "Vamos conversar com o PDT e o eleitor do Ciro porque eles são muito maiores do que as picuinhas pessoais do Ciro".