Ataques noturnos em Ghouta Oriental deixam ao menos 44 mortos

Beirute, 23 mar (EFE).- Pelo menos 44 pessoas morreram na noite de ontem em bombardeios e disparos de artilharia contra diversas partes de Ghouta Oriental, o principal reduto da oposição nos arredores de Damasco, a capital da Síria, que é alvo de uma ofensiva do exército sírio, informaram nesta sexta-feira ativistas do Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

A ONG destacou que pelo menos 37 pessoas morreram em bombardeios de aviões não identificados em Arbin, enquanto sete mulheres morreram pelo impacto de foguetes do tipo terra-terra em Duma.

Com essas mortes, sobe para 82 o número de pessoas que morreram ontem em Ghouta Oriental.

Apesar de os ataques continuarem, à meia-noite de ontem entrou em vigor um cessar-fogo entre as forças governamentais e a facção islamita Legião da Misericórdia nas áreas dominadas pelo grupo no sudoeste de Ghouta Oriental.

Atualmente há três redutos em poder de organizações islamitas em Ghouta Oriental: a cidade de Duma, dominada pelo Exército do Islã; Harasta, controlada pelo Movimento Islâmico dos Livres de Sham; e uma região no sul que engloba Arbin, Ain Tarma, Zamalka e Haza, entre outras localidades, que está nas mãos da Legião da Misericórdia e do antigo braço sírio da Al Qaeda. EFE