Vice-presidente da Câmara quer decreto legislativo para cancelar aumento do IOF

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 24.06.2019 - deputado federal Marcelo Ramos, vice-presidente da Câmara. (Foto: Lucas Seixas/Folhapress) ORG XMIT: AGEN1906241501296866
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 24.06.2019 - deputado federal Marcelo Ramos, vice-presidente da Câmara. (Foto: Lucas Seixas/Folhapress) ORG XMIT: AGEN1906241501296866

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O deputado Marcelo Ramos (PL-AM), vice-presidente da Câmara, criticou nesta sexta-feira (17) o aumento do IOF (Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro, ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários) e disse que é necessário cancelar o decreto do governo federal.

O aumento no imposto se deu por meio de decreto assinado por Jair Bolsonaro e tem como objetivo financiar a ampliação do novo Bolsa Família até o fim do ano.

“O IOF incide duramente no bolso da classe média e dos mais pobres, incide sobre o empréstimo consignado dos servidores públicos e aposentados, na casa própria e, mesmo nas operações com moedas estrangeiras, ele acaba refletindo no preço da vacina, no preço dos medicamentos”, afirma Ramos.

O parlamentar defende que a Câmara aprove um decreto legislativo para anular os efeitos da medida anunciada por Bolsonaro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos