Vice-presidente dos EUA não cumpre quarentena por coronavírus, diz porta-voz

Vice-presidente americano, Mike Pence, em 7 de maio de 2020 na Casa Branca, em Washington

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, não está em quarentena e deu negativo no teste da COVID-19 - disse seu porta-voz no domingo (11), depois da confirmação de que uma assistente próxima está infectada.

Pence vai trabalhar na Casa Branca nesta segunda-feira, afirmou o porta-voz Devin O'Malley em um comunicado, depois de alguns jornais americanos informarem que o vice-presidente estava em quarentena.

"O vice-presidente Pence deu negativo todos os dias e planeja estar na Casa Branca amanhã (segunda-feira)", confirmou O'Malley.

"O vice-presidente Pence continuará seguindo os conselhos da Unidade Médica da Casa Branca e não está em quarentena", completou o porta-voz.

Na sexta-feira, foi confirmado que a porta-voz de Pence, Katie Miller, deu positivo. Na semana passada, um colaborador do presidente Donald Trump também deu positivo para o novo coronavírus.

O principal especialista americano em doenças infecciosas, Anthony Fauci, que se tornou o rosto da resposta do governo ao vírus no país, disse à rede CNN que Pence se submeteria a uma "quarentena modificada" depois de dar negativo e que não esteve muito perto de Miller.

Trump, de 73 anos, Pence, de 60, e muitos outros na Casa Branca são examinados diariamente. Trump e Pence desafiam, com frequênia, os conselhos dos especialistas médicos sobre o uso de máscaras protetoras.

Com mais de 79.500 mortes por coronavírus, os Estados Unidos também sofrem a maior perda de vagas de trabalho em sua história, com 20,5 milhões de desempregados em abril.