Vice-presidente dos EUA lança ofensiva de US$ 600 milhões no Pacífico

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Os Estados Unidos lançaram uma ofensiva no Pacífico na quarta-feira para tentar conter o avanço da China na região, e a vice-presidente Kamala Harris anunciou US$ 600 milhões em financiamento durante uma cúpula regional.

Harris também revelou que os Estados Unidos vão abrir duas novas embaixadas, em Tonga e Kiribati, em um discurso no Fórum das Ilhas do Pacífico em Fiji.

Washington também designará seu primeiro enviado ao Pacífico e lançará uma estratégia nacional para a região.

A rivalidade Estados Unidos-China aumentou o interesse no fórum deste ano, que reúne líderes de todo o Pacífico.

Esta é a primeira reunião de líderes regionais desde que as Ilhas Salomão assinaram um controverso pacto de segurança com a China meses atrás.

O discurso de Harris por videoconferência foi um golpe diplomático para Washington, já que Pequim não foi convidada a fazer tal apresentação.

A vice-presidente agradeceu o presidente de Fiji, Voreqe Bainimarama, por convidá-la a participar da cúpula e disse que os Estados Unidos estão prontos para "começar um novo capítulo" no Pacífico.

Harris indicou que ela e o presidente Joe Biden reconhecem que o Pacífico não recebeu atenção suficiente no passado.

"Vamos mudar isso", prometeu, acrescentando que os Estados Unidos querem "aprofundar significativamente" sua "presença" na região.

Harris afirmou que os Estados Unidos querem colaborar na segurança marítima, alívio de desastres e projetos de infraestrutura que "não gerem uma dívida insuperável".

"Estamos muito felizes que os Estados Unidos vão abrir uma embaixada em Tonga, será a primeira vez", disse à AFP o primeiro-ministro do país, Siaosi Sovaleni.

"É um grande feito. Estamos muito contentes de finalmente ter a presença americana em Tonga", completou.

mmc/arb/cwl/mas/am

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos