Vice-presidente do PSDB anuncia que vai acionar a PF para investigar 'ataque hacker' nas prévias

·1 min de leitura

O vice-presidente do PSDB, deputado Carlos Sampaio, anunciou nesta quinta-feira que vai acionar a Polícia Federal para investigar a possibilidade de um ataque hacker ao sistema das prévias do partido. No último domingo, o pleito que decidiria o candidato a presidente da República da sigla em 2022 foi suspenso por problemas no aplicativo de votação pelo celular.

Desenvolvido pela Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs), o app chamado de "Prévias PSDB" só funcionou normalmente por uma hora - o suficiente para registrar o voto de cerca de 3.000 filiados. Das 8 às 18 horas, a ferramenta ficou travada e só voltou a operar quando o processo já havia sido encerrado.

Cerca de 40.000 filiados do PSDB ainda não conseguiram votar, além de nomes graúdos do PSDB, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o ex-senador José Serra e a senadora Mara Gabrilli.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos