Victor Fasano relembra romance com Maitê Proença e explica decisão de parar de atuar

Você sabia que Victor Fasano e Maitê Proença já viveram um romance? O relacionamento foi relembrado pelo próprio ator durante uma entrevista na noite da última quinta-feira, 27.

"Ela é uma querida. É linda, inteligente, posicionada, uma mulher bacana. Namorei há muito tempo atrás. Nós éramos jovens, lindos...", contou Fasano ao podcast "Papagaio falante", de Sérgio Mallandro e Renato Rabelo.

O ator, de 64 anos, revelou que os dois se conheceram em um hotel em 1994, quando ele estava gravando a novela "Tropicaliente" em Fortaleza.

"Eu estava fazendo uma novela no nordeste, e ela estava fazendo uma peça. Eu ficava nadando na piscina (do hotel), e ela ficava vendo. Nos conhecemos ali e nos entendemos. Foi ótimo, porque a gente gostava das mesmas coisas, de natureza...", disse.

Victor Fasano, então, relevou o motivo do romance ter chegado ao fim: "Ela tinha um amigo, que era uma pessoa do mal, que ficava minando a nossa relação o tempo inteiro. Ele existe até hoje, ela sabe quem é. A filha dela também sabe quem é e desteta o cara".

Longe da TV desde 2016, o ator também explicou seu afastamento das novelas. Ele conta que não pretende mais voltar a trabalhar como ator e explica o que o fez tomar esta decisão.

Galã de novelas como "O clone", "América", "Barriga de aluguel" e de "Corpo e alma", Victor diz que decidiu abandonar a carreira quando estava gravando a série "Plano alto", em 2014.

"Eu estuava o personagem, que era a parte que eu gostava, mas na hora que eu estava indo para o estúdio, chegava na gravação e inventava uma desculpa, pedia para sair, vinha aquela sensação de ficar nervoso, de achar que eu não ia conseguir gravar. Eu ficava nervoso no set, muito tenso, suava. O resultado era excelente, mas eu estava insatisfeito. Engraçado que todas as vezes que troco de profissão, de atividade, eu paro de querer fazer aquilo. É orgânico, meu corpo parece que rejeita", disse ele ao podcast "Papagaio falante", de Sérgio Mallandro e Renato Rabelo.

Victor contou o que faz atualmente: "Eu enttendi, então, que eu precisava parar e saber qual era o meu dharma. E o meu darma é meio ambiante". Eu tinha uma história linda na televisão, agradeço a todos que estiveram comigo, mas o meu dharma é outro, é divulgar a existência de outras espécies. Não quero mais fazer novela".

Ele hoje sócio de uma fundação ambientalista que cria em cativeiro e reintro.

Em 2018, Victor Fasano levou os fãs à loucura ao posar nu para o Pele Project, idealizado pelo fotógrafo Brunno Rangel. Na ocasião, ele conversou com o EXTRA sobre a foto que deu o que falar. "Estar nu é só uma troca de roupa. Nunca tive problemas com a nudez".