Vida nas montanhas e Consciência Negra: os festivais de cinema que são novidade na programação

Entram em circuito nesta quinta-feira (17) dois festivais cinematográficos com diferentes temas. No Estação NET Rio, a programação do "Filmes negros importam" enaltece a cultura negra e sua importância na história, enquanto o gratuito "Rio Mountain Festival" retrata os esportes, a cultura e os cenários de montanha. A agenda tem ainda mostras gratuitas italiana, coreana e dedicada ao futebol. Veja a lista.

Filmes negros importam

Em celebração ao Dia da Consciência Negra, o Estação NET Rio recebe uma programação com 19 filmes nacionais e estrangeiros, entre clássicos e inéditos, que enaltecem a cultura negra e sua importância na história. A abertura é nesta quinta-feira (17), com a nova comédia de Ary Rosa e Glenda Nicácio "Na rédea curta", que narra o cotidiano de uma mãe (Sulivã Bispo) e seu filho (Thiago Almasy) na periferia de Salvador. Zezé Motta e Jackson Costa completam o elenco.

Entre os destaques, estão a pré-estreia de "Mali Twist", de Robert Guédiguian, e as exibições do clássico do cinema africano "O mandato" (1968), de Ousmane Sembène, sobre a corrupção na capital do Senegal; do raro "Sweet Seetback’s Baadassssss Song", de Melvin Van Peebles; e das obras-primas de Spike Lee "Febre na selva" e "Faça a coisa certa".

Até 25 de novembro, serão exibidas obra inéditas como "7 cortes de cabelo no Congo", de Luciana Bezerra, Gustavo Melo e Pedro Rossi; "Exu e o universo", de Thiago Zanato; "Mato seco em chamas", de Joana Pimentel e Adirley Queirós; e "A troco de nada", de Patrick Granja.

A programação inclui ainda encontros e debates, incluindo uma participação do ator Cícero Lucas, no dia 21/11, após a exibição de "Marte um", de Gabriel Martins, representante brasileiro para tentar uma vaga na disputa de melhor filme internacional no Oscar 2023.

Rua Voluntários da Pátria 35, Botafogo. Até 25 de novembro. R$ 12.

Rio Mountain Festival

Depois alguns anos fora da agenda cultural, o festival que celebra os esportes, a cultura e os cenários de montanha está de volta em sua 17ª edição no Centro Cultural Banco do Brasil. Desta quinta-feira (17) até domingo, o circuito inclui filmes que retratam o estilo de vida montanhês, como "Selvagem", protagonizado por Karina Oliani, primeira mulher brasileira a tocar o cume da segunda montanha mais alta do mundo, o K2, e o espanhol "Wingsuit", com direção e produção de Alberto Collantes.

A programação traz ainda a exposição fotográfica "Montanhas noturnas", de Marcos Terra e palestras com os autores Israel Coifman sobre o seu livro "Mashallah – do Ártico à Ásia de bicicleta" e Rafael Duarte, que falará sobre o livro "Além dos sonhos - da cama ao cume", cuja autoria divide com o montanhista Roman Romancini.

O atleta (um dos maiores do país na modalidade) protagoniza também um documentário autobiográfico no qual narra sua trajetória até alcançar o Monte Everest, depois de superar um grave acidente que o deixou na cama por seis meses e um câncer na tireoide.

Veja a programação completa clicando aqui.

Outras mostras na programação

Cinefoot No festival de cinema gratuito dedicado ao futebol, entram em campo 63 curtas e longas-metragens de 12 países, incluindo uma mostra competitiva internacional. A programação, que vai até o dia 21, se estende pelo Estação Net Rio, Instituto Cervantes, Biblioteca Parque de Manguinhos e Centro Cultural Justiça Federal. Após o encerramento da edição, tem prorrogação com gostinho de torcida brasileira: durante a Copa, o festival apresenta uma mostra especial, de 22 de novembro a 11 de dezembro, no Centro Cultural da Justiça Federal e de 25 a 27 de novembro no Museu de Arte Contemporânea de Niterói.Os detalhes das sessões estão disponíveis no site https://cinefoot.org/programacao-2022/

Mostra de Cinema Coreano Até domingo, a Cinemateca do MAM exibe obras selecionadas para o Festival de Cannes e sucessos de bilheteria na Coreia do Sul. Esta é a primeira edição carioca do festival, e traz obras como "Meu amor, minha noiva", de Lim Chan-Sang; "O túnel", de Kim Seong-Hun; "O grande golpe", de Choi Dong-Hun, e "Memórias de um assassino", de Bong Joon-Ho. Av. Infante Dom Henrique 85, Praia do Flamengo. Até 20 de novembro. Grátis.

Festival do Cinema Italiano Ao todo, 33 longas (entre inéditos, sucessos, e a retrospectiva Musas do Cinema Italiano) compõem a edição 2022 do evento que vai até 4 de dezembro de forma presencial e online em 49 salas de 38 cidades do país. No Rio, as sessões acontecem no Centro Cultural Banco do Brasil, no Istituto Italiano di Cultura, no Museu da Maré e na UFRJ. A programação e as sessões on-line estão disponíveis no site https://festivalcinemaitaliano.com/. As sessões, tanto presenciais quanto on-line, são gratuitas.