Vídeo fora de contexto acusa Alexandre de Moraes de mandar matar bolsonaristas

Nas redes, usuários espalham boatos em meio a críticas sobre detenções em Brasília

Ministro Alexandre de Moraes em coletiva de imprensa em 30 de outubro de 2022, em Brasília (Foto: Getty Images / Arthur Menescal)
Ministro Alexandre de Moraes em coletiva de imprensa em 30 de outubro de 2022, em Brasília (Foto: Getty Images / Arthur Menescal)
  • Um vídeo de uma família desesperada após receber a notícia da morte de uma mulher circula nas redes sociais para acusar Alexandre de Moraes de estar mandando matar bolsonaristas

  • Segundo usuários, o vídeo seria de uma detenta bolsonarista morta em Brasília, após atos terroristas de 8 de janeiro

  • Mas a gravação está sendo compartilhada fora de contexto. O vídeo já circulava na internet desde 2022

Viralizou nas redes sociais o vídeo de uma família em desespero após receber a notícia da morte de uma mulher. Usuários têm usado o registro para acusar o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes de estar mandando matar bolsonaristas detidos em Brasília.

Mais de 1,5 mil pessoas foram detidas em acampamentos bolsonaristas até a última segunda (9), após golpistas invadirem e depredarem as sedes dos Três Poderes na tarde do domingo (8).

Mas o vídeo compartilhado nas redes está fora de contexto e não tem relação com os detentos envolvidos nos atos golpistas e ataques terroristas a Brasília, ocorridos em janeiro de 2023.

Captura de tela de um vídeo que circula como se tivesse relação com morte de uma mulher detida em Brasília, após atos de terrorismo. Usuários espalham o boato para acusar Moraes de estar mandando matar bolsonaristas (Foto: Reprodução / Twitter)
Captura de tela de um vídeo que circula como se tivesse relação com morte de uma mulher detida em Brasília, após atos de terrorismo. Usuários espalham o boato para acusar Moraes de estar mandando matar bolsonaristas (Foto: Reprodução / Twitter)

No vídeo que circula nas redes há a identificação de um usuário do Kwai, chamado "ALERTA NOTÍCIAS." Uma busca pelas publicações do perfil na plataforma identificou o registro viralizado.

A gravação havia sido publicada muito antes dos ataques à capital federal, em 14 de setembro de 2022. No trecho no Kwai, não há o contexto da notícia e o vídeo original da reportagem do SBT não foi identificado. Apesar disso, é possível assegurar que o registro está fora de contexto, pois já circulava na internet antes dos acontecimentos recentes.

Como se organizaram os atos terroristas em Brasília? A linha do tempo interativa abaixo te mostra, clique e explore:

Obras de arte foram destruídas, itens roubados e o prejuízo ainda é calculado pelas autoridades. Veja a lista completa de obras destruídas nos ataques. Até o fim da segunda (10), pelo 1.500 envolvidos no episódio já haviam sido presos.