Vídeo mostra como bandidos ameaçaram vida de reféns em Araçatuba

·1 minuto de leitura
  • Quadrilha fortemente armada fez reféns em Araçatuba, interior de SP

  • Quatro pessoas foram usadas pelos assaltantes como escudo humano

  • Moradores registraram o momento e divulgaram os vídeos nas redes sociais

A madrugada desta segunda-feira (30) foi de horror para os moradores de Araçatuba, no interior de São Paulo. Uma quadrilha fortemente armada assaltou três agências bancárias e fez reféns durante o crime.

O vídeo mostra dois homens armados conduzindo uma fila com quatro reféns, usados como escudo humano pelos assaltantes. Um morador que estava perto do local registrou o momento. “Quem sair pra fora vai levar tiro”, ameaçou um dos bandidos.

Leia também:

Uma moradora da cidade, que presenciou o momento e também filmou a situação, relatou que o assaltante fez “uma barreira com gente para passar na rua”.

Entenda o crime

De acordo com o G1, o grupo teria utilizado até um drone para monitorar a ação dos policiais. Entradas da cidade foram fechadas para dificultar o acesso de reforço policial ao local. Dois suspeitos foram presos.

Moradores relatam ter encontrado explosivos e munições nas vias depois que os bandidos realizaram o ataque às agências.

A PM orienta que moradores não saiam de suas casas até que a situação esteja normalizada. A corporação alerta que os explosivos podem ser acionados por movimentos e que, portanto, a população estaria em risco. O Batalhão de Ações Especiais da Polícia (Baep) de São José do Rio Preto (SP) foi acionado para auxiliar no caso.

"É uma sensação horrível, um horror. Moro a poucas quadras do Centro. Ouvi todos os tiros, acompanhando através de vídeos. Não saí de casa e peço à população que fique em casa", disse o prefeito Dilador Borges, de acordo com o G1.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos