Vídeo protagonizado pela deputada Joice Hasselmann gera polêmica nas redes sociais

Vídeos foram feitos na época em que Joice era jornalista e voltaram à tona nesta semana nas redes sociais. (Foto: Reprodução/Twitter)

Os vídeos da websérie “Pensando Juntos”, protagonizada pela deputada Joice Hasselmann (PSL) em janeiro de 2018, quando ainda era jornalista, voltaram a circular nas redes sociais e tem gerado polêmica. A atuação divide opiniões, principalmente pela parlamentar fazer o papel dela mesma em todos os episódios.

As informações são do jornal Extra.

O mais polêmico dos episódios é “O chefe entrega o governador”, onde Joice interpreta uma repórter investigativa. Na cena, a personagem vai atrás de uma fonte que pode dar a ela pistas dos políticos na mira na Lava-Jato.

Um “sequestrador bonitão” então aparece, como um capanga forte, que coloca a jornalista dentro de um porta-malas de um carro. Em uma casa, Joice é colocada contra a parede, e com as mãos para o alto ela é revistada pelo homem, recebendo um tapa na bunda e revidando com um tapa na cara do ator. O figurino usado pela deputada recebeu comentários à parte.

Para os internautas, Joice teria não só perdido o bom senso, como incitado o assédio e a violência contra a mulher, gerando um conteúdo que remete a introdução de um filme para adultos. “Eu queria muito evitar dizer que parece introdução de filme pornô ruim, mas não tem como, gente”, disse um internauta nas redes sociais. “As piscadinhas que ela dá e a empinadinha pra tentar parecer minimamente interessante não tem preço”, comentou outro.

LEIA MAIS

Presidente do Inep é 1º demitido de Weintraub

Bolsonaro muda versão e nega acordo com Moro

Os comentários continuaram: “Juro que não sei o que ela tentou fazer com isso. Não sei se é publicidade pró armamentista ou pornô. Não sei se ela tá defendendo a família ou expressando um desejo. O pior de tudo não é isso. O pior é isso ser feito por uma parlamentar”, disparou outra pessoa.

O programa foi gravado nos Estados Unidos, quando Joice ainda se preparava para concorrer às eleições, e a repercussão do filme foi alavanca para a candidatura.