Colonos judeus resistem à desocupação

2 de setembro de 2012

Neste domingo foram retiradas as últimas famílias israelenses do assentamento ilegal de Migron, o maior da Cisjordânia ocupada.Muitos colonos resistiram e só saíram carregados por policiais. Alguns levavam com cartazes onde estava escrito: ‘voltaremos.’SONORA - 1 Pinhas Valerstein - fundador da colônia "É um dia muito triste para mim pessoalmente. Isso não é algo fácil de se ver mesmo que uma alternativa tenha sido oferecida.”SONORA 3 Michael Ben Ari – partido da União Nacional "Um assentamento judaico é foi atingido hoje. Vidas e casas de pessoas foram destruídas.” A colônia é a mais antiga da Cisjordânia e foi desocupada por determinação da Suprema Corte de Israel. Segundo documentos judiciais, Migron foi construída em maio de 2001 parcialmente em terras privadas palestinas sem autorização do governo israelense e deveria ter sido demolida há 10 anos. Em 2009, a colônia tinha 250 moradores. ---------MIGRON, WEST BANK, SEPTEMBER 2, 2012, SOURCE: AFPTV- wide of the entrance to Migron- various of Israeli police forcibly removing Migron residents- various of Migron families leaving peacefully- various of a youth escorted by policeSOUNDBITE 1 Pinhas Valerstein (man) one of the founders of Migron SOUNDBITE 3 Michael Ben Ari (man) National Union Party