Equatorianos protestam

Protestos avançaram nesta quarta-feira em Quito contra as medidas de ajuste do governo de Lenin Moreno. O presidente anunciou na semana passada a retirada de subsídios a combustíveis que levou a um aumento no preço de até 123%.