EUA: ‘Alepo é prego no caixão de Assad’

29 de julho de 2012

Os combates entraram neste domingo no segundo dia de uma feroz ofensiva governamental na cidade de Alepo, no norte da Síria, de onde 200 mil civis já fugiram.As informações da ONU dizem ainda que parte da população estaria presa após o presidente sírio, Bashar al-Assad enviar tanques e helicópteros de ataque para tentar expulsar os rebeldes.A oposição síria diz que as forças governamentais estão se preparando para praticar "massacres" e apela à comunidade internacional para fornecer armas pesadas para possibilitar aos rebeldes responderem à altura os ataques do regime.Durante o dia, o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Leon Panetta, afirmou que o ataque do presidente sírio ao próprio povo em Alepo representava um ‘prego no caixão’ do mandatário, em alusão a um possível fim do regime.Também neste domingo, o jornalista francês Pierre Torres, que colabora com vários meios de comunicação, inclusive com a France-Presse, foi ferido com um tiro na cidade.De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, mais de 20 mil pessoas foram mortas em todo o país, entre elas 14 mil civis, desde que o levante contra o Governo de Assad teve início, em março de 2011.///FICHA TÉCNICA:DISTRITO DE SHAAR, ALEPPO, SÍRIA25/07/2012FONTE: AFPTV- FOTO - LEON PANETTA – DIA 27 DE JULHO DE 2012 - AFP Photo/Paul J. Richards