FMI defende equilíbrio entre austeridade e crescimento

AFP

SCRIPT:O comitê financeiro do Fundo Monetário Internacional afirmou neste sábado que os países ricos devem equilibrar a austeridade para favorecer o crescimento econômico, se desejam sair da atual crise. Os 188 representantes financeiros dos países membros do fundo estão reunido em Tóquio, ao lado dos dirigentes do Banco Mundial, para realizar sua assembleia anual. Após dias de disputa entre aqueles que, liderados pela Alemanha, defendem mais rigor para sair da recessão e os que consideram a necessidade de flexibilizar esta doutrina para não asfixiar as economias europeias, a diretora gerente do FMI, Christine Lagarde, declarou que eram necessários ajustes orçamentários confiáveis em médio prazo nas economias avançadas. Mas, segundo a economista francesa, o ritmo e o tipo de medidas devem ser calibrados de país para país.Enquanto isso, do lado de fora da reunião, cerca de 200 manifestantes tomaram as ruas da capital japonesa para exigir o fim das duas instituições financeiras.SONORA - Kenji Kunitomi, ativista (homem, japonês, 24 seg):“Não podemos acabar com a pobreza no mundo através dos métodos do FMI e do Banco Mundial. Queremos mais justiça. Foram eles que criaram toda essa dívida e não nós. Não vamos pagar por ela”.O encontro anual do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial encerra este fim de semana.SHOTLIST:TÓQUIO, JAPÃO - 13 DE OUTUBRO DE 2012 (FONTE: AFPTV e POOL)NO RESALE – USO EDITORIAL APENAS