Garzón afirma que Suécia não quer ouvir Assange antes de extradição

EFE4 de agosto de 2012

Quito (Equador), 4 ago (EFE), (Imagens: Susana Madera).=. O espanhol Baltasar Garzón, que integra a equipe que defende o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, disse nesta sexta-feira que se o jornalista australiano fosse interrogado na embaixada equatoriana em Londres, "nenhum tribunal sueco continuaria insistindo" em pedir sua extradição.

Garzón, que se reuniu com jornalistas internacionais em Quito, deu estas declarações em referência a informações que a Promotoria sueca rejeitou interrogar Assange na embaixada do Equador em Londres, onde está refugiado desde junho à espera que o Governo equatoriano responda a sua solicitação de asilo.

IMAGENS EFE. EFE TV-Rio de Janeiro- 18:30 GMT. Tags: baltasar-garzon-julian-assange-embaixada-equador-londres-efe. TELEFONE: (21) 2553-6355 (r.28). E-MAIL: tvefe@efebrasil.com.br. WEB: HYPERLINK "http://www.efeservicios.com" www.efeservicios.com