Japão vai abandonar a energia nuclear

14 de setembro de 2012

O Japão vai abandonar progressivamente a produção de energia nuclear em um prazo de 30 anos.A decisão anunciada, nesta sexta-feira, foi motivada pela pressão da opinião pública 18 meses depois da catástrofe de Fukushima, que devastou o nordeste do país.O Japão, segunda maior economia da Ásia e potência industrial, é assim o terceiro país, após Alemanha e Suíça, a anunciar a intenção de deter os reatores após o acidente de 11 de março de 2011.Fukushima é considerada a pior tragédia do setor nuclear civil desde Chernobyl, na Ucrânia, em 1986.SONORA 1 - Motohisa Furukawa, ministro para a Política Nacional:"Vamos estimular medidas para chegar a zero a geração de energia nuclear até 2040. Nossa sociedade não vai precisar mais de reatores nucleares”. Antes da catástrofe de Fukushima, a produção nuclear era responsável por 30% da demanda energética do Japão. O governo planejava elevar o índice a 53% em 2030.Opositores ao uso da energia nuclear se dividiram sobre o anúncio. POVO FALA 2: “É falso… o Governo não tem intenção de abrir mão da produção nuclear”. POVO FALA 3: “Acho que o Governo deu um passo importante ao assumir que vai acabar com a produção de energia nuclear”. O desastre de Fukushima, desencadeado por um terremoto seguido de tsunami, obrigou cerca de 100.000 pessoas a fugir da região, sem perspectivas imediatas de retorno.///FICHA TÉCNICA:SHOTLIST:JAPÃO, TÓQUIO - 14 DE SETEMBRO DE 2012.FONE: AFPTVIMAGENS VARIADAS DE ARQUIVO. FONTE: AFPTV