Madrugada violenta na Turquia

O presidente da Turquia, Abdullah Gul, pediu calma à população nesta segunda-feira. Ele disse ter entendido que “democracia não significa apenas eleições". O país enfrenta o quarto dia consecutivo de protestos violentos. As manifestações, inéditas em mais de uma década, são contra o primeiro-ministro, Recep Tayyip Erdogan.