Mais de 50 mortos no Paquistão

Vinte e cinco dias após tomar posse, o primeiro-ministro do Paquistão, Nawaz Sharif, enfrentou neste domingo o dia mais sangrento dos últimos quatro meses no país. Vários ataques deixaram pelo menos 53 mortos. As ações aconteceram em meio à visita do chefe de Governo britânico, David Cameron.