Ação contra o crack no Rio

AFP12 de setembro de 2012

(plano sequência...) SOBE SOM – Bom dia...Choque de ordem! Os usuários de crack reclamam mas são obrigados a deixar o local. Os agentes da assistência social desmontam os casebres e levam os dependentes para a abrigos. Alguns resistem e são carregados...SOBE SOM – (jovem grita ao ser carregado)A operação nesta quarta-feira foi na comunidade do Jacarezinho, no Rio de Janeiro. O cenário mostra a degradação que o crack provoca na vida dos usuários. Um problema social e de saúde: a droga, um substrato da cocaína, devasta o sistema nervoso e provoca dependência imediata.SONORA 1 : Maria Rosália – usuária de droga "Se eu não fumo crack, passo mal, por causa do sangue, eu fico internada. Quando fumo, eu fico boa.""Eu dou um puxo, e fico boa… ué… a droga ela bate lá no sangue, pô, serio!"Os assistentes foram à ‘cracolândia’ com ao auxílio da polícia. A chegada das equipes foi tensa. Houve troca de tiros entre a policiais e traficantes. SONORA 3 : Claudio Reis – psicólogo “No Jacarezinho, como na Mandela ou Manguinhos, a gente só pode vir, infelizmente, com a presença de um policial. Vocês viram, no começo da rua, a gente foi recebido a tiros. A gente não pode vir nessas áreas sem a presença policial, segurança nossa, da nossa equipe, e do próprio usuário também.Os agentes encontraram 5 crianças e adolescentes junto com os usuários. Caso seja comprovada a dependência química, eles vão para centros de reabilitação compulsórios. SONORA 4 : Claudio Reis – psicólogo - "O crack era uma coisa de São Paulo. E um dia chegou ao Rio. Infelizmente chegou ao Rio. Acho que há uns 5 anos, e nesses 3 últimos anos agora tá um pouco mais forte."Segundo a secretaria de Assistência Social do Rio de Janeiro, desde o início das operações de combate ao consumo de crack, em março do ano passado, foram feitas cem ações que resultaram em quase 5 mil pessoas acolhidas. De acordo com um estudo do Instituto Nacional de Pesquisa de Políticas Públicas do Álcool e outras Drogas da Universidade Federal de São Paulo, existem no Brasil cerca de um milhão de usuários de crack. ---------RIO DE JANEIRO, BRAZIL, SEPTEMBER 12 2012, SOURCE: AFPTV (ACCESS ALL)-Pan from a policeman to social workers talking to drug addicts, inviting them to wake up and come with them-addicts getting up-close-up of an addict-he gets into the van with social workers and is given something to eat-wide shot of two social workers waking up an addict sleeping in the street-close-up of a policeman's gun-wide shot of policemen and a police car-the camera follows a social worker who finds two addicts sleeping in a makeshift cabin - they react badly to the presence of the camera-wide shot of social workers taking the cabin apart-a polluted canal in the street-a military policeman in position on a street corner-2 policemen walking down the street-3 social workers carrying a teenager down the street and putting her in the van-addicts inside the van-the teenager lying in the back of the van-close-up of the teenager's face