O futuro da Síria

31 de julho de 2012

O líder da oposição na Síria, Haytham al-Maleh, foi engarregado nesta terça-feira, por uma coalizão de sírios, "independentes e sem afiliação política", de formar um governo no exílio. A sede será no Cairo.SONORA 2 - Haytham Al-Maleh - oposição síria "Exigimos proteção dos civis sírios e que seja criada uma área onde as pessoas estejam protegidas do exército do país. "Haytham disse que em breve vai começar as consultas com a oposição na Síria e no exterior para formar o governo. O líder de 81 anos é advogado, defensor dos direitos Humanos e passou muitos anos na prisão. Haytham explicou a decisão de formar um governo pelo medo de um "vazio" político em caso de queda do presidente Bashar al-Assad.Este anúncio ocorre um dia depois do Exército Sírio Livre (ESL), formado por desertores e civis armados, apresentar um "programa de salvação nacional", planejando a formação de um conselho presidencial de seis personalidades políticas e militares que lideraria a transição após a queda de Assad.Em 21 de julho, o chanceler francês, Laurent Fabius, apelou para a oposição síria formar rapidamente "um governo provisório representativo da diversidade da sociedade síria".----- imagens dos opositores reunidos durante coletiva- imagens de Haytham Al-Maleh, - sonorasCAIRO, EGITO, 31/07/2012. (fonte: AFPTV)