ONU reage a ataque contra missão de paz

O Conselho de Segurança da ONU condenou nos termos mais enérgicos, por unanimidade, o ataque a um comboio das Nações Unidas que deixou 12 mortos no Sudão do Sul. O órgão pediu que o governo local investigue o crime rapidamente e leve os responsáveis à justiça. Cinco capacetes azuis indianos, dois funcionários da missão de paz no país e cinco civis contratados pela organização morreram na emboscada. A ação, terça-feira, foi na cidade de Gumuruk, no turbulento estado de Jonglei. Outras nove pessoas ficaram feridas, algumas em estado crítico. O ataque foi atribuído a homens ligados ao rebelde David Yau Yau, um ex-professor de Teologia. Ele é acusado pelo Sudão do Sul, independente desde julho de 2011, de atuar como agente do Sudão. --JONGLEI STATE, SOUTH SUDAN, APRIL 9, 2013SOURCE: UNMISSNO RESALE FOR NON-EDITORIAL PURPOSES-Various, injured being taken into the hospital -Med shot, injured soldier taking off his equipment with the help of other soldiers, and then walking into the hospital -Various, injured being taken into the hospital -Med shot, stack of coffins -Close up, coffin -Med shot, soldiers carrying a body bag -Med shot, body bags in the back of a truck -Med shot, body bags in the back of a truck -Med shot, UN personnel closing the back of the truck, with the letters UN visible