Prisioneiro ou funcionário?

7 de agosto de 2012

SCRIPT:Por trás deste arame farpado, a Hungria desenvolve uma nova experiência prisional, na penitenciária de Nagyfa, no sul do país.Para cortar gastos, não há luz elétrica ou aquecimento. Mas as celas são menos lotadas e os prisioneiros dizem que viver aqui é melhor do que em outras prisões.Povo-fala 1“Aqui sentimos certa liberdade que não existe em outras penitenciárias porque são mais fechadas e a disciplina é mais rigorosa e severa. Lá você se sente isolado, separado do mundo, enquanto aqui parece estar vivendo mais próximo da sociedade”.O governo selecionou 60 presos para este projeto piloto, realizado durante o verão.A maioria cometeu pequenos delitos e foram condenados a penas de poucos meses.Como parte do programa, eles trabalham nos campos e pagam um euro por dia por suas refeições.O objetivo e fazer com que ganhem seu sustento e ajudar o retorno à sociedade após a libertação. Sonora 2: Zsolt Balogh, Porta-voz da prisão“Nossa meta por um lado é fazer com que os presos devolvam os custos de sua detenção para os contribuintes. Por outro lado, queremos que o tempo que eles passam na prisão seja útil, para que eles possam trabalhar, produzir bens e até conseguir algum lucro”.A prisão também aluga suas instalações para empresas privadas, que pagam salários aos presos que trabalham de 80 euros por mês, o equivalente um terço do salário mínimo húngaro. Para os grupos de direitos humanos isso é inaceitável.Sonora 3: Balazs Toth, Coordenador da ONG Hungarian Helsinki committee“O objetivo principal da detenção não pode ser o lucro fora da prisão, porque está prescrito na lei que o objetivo da prisão é reintegrar essas pessoas à sociedade, e não usá-los como uma espécie de escravos dos tempos modernos”.Se este controverso programa for um sucesso, pode ser estendido para todo o país. Já no próximo verão, espera-se que 100 presos participem do programa em Nagyfa.-----------------------------------------------------------------SHOTLIST:NAGYFA, HUNGRIA, 24 JUL 2012, FONTE: AFPTV- Exterior da prisão- Arame farpado- Interior da prisão e celas com presos- Presos andando pelo portão- Exterior da prisão com detentos- Presos tendo uma pausa no trabalho no campo- Presos trabalhando, carregando sacos de milho- Presos em fila