Tiros e pânico

O Governo de Lagos garantiu nesta quarta-feira que o tiroteio contra manifestantes pacíficos que desafiaram o toque de recolher na cidade nigeriana não deixou mortos. A declaração não bate com as informações da Anistia Internacional.