‘Vontade do povo’

O secretário de Estado americano Rex Tillerson afirmou nesta quinta-feira que o presidente Donald Trump obedeceu à vontade do povo dos Estados Unidos, ao reconhecer Jerusalém como capital de Israel. A decisão gerou uma onda de condenações por parte da comunidade internacional.