7 de setembro: Vídeos de 2021 circularam nas redes como se fossem atuais

7 de setembro: Apoiadores do presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro em manifestação em Brasília (DF), em 7 de setembro de 2022 (Foto: Getty Images / Andressa Anholete)
7 de setembro: Apoiadores do presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro em manifestação em Brasília (DF), em 7 de setembro de 2022 (Foto: Getty Images / Andressa Anholete)
  • Usuários compartilham vídeos de atos em favor de Jair Bolsonaro em 7 de setembro de 2022 e da mobilização na véspera dos atos como se mostrassem os movimentos deste ano

  • As publicações mostram tanto a concentração de pessoas em Brasília quando no Rio de Janeiro

  • As imagens, contudo, estão fora de contexto. Os conteúdos circulam, pelo menos, desde 2021

Circulam nas redes sociais vídeos que usuários afirmam se tratar de registros de setembro de 2022 em favor do presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL).

Dois dos conteúdos mostram imagens de Brasília (DF) e do Rio de Janeiro (RJ) e somam mais de 100 mil interações. No entanto, os registros não são atuais e circulam ao menos desde setembro de 2021.

Concentração em Brasília

7 de setembro: Captura de tela de uma publicação com um vídeo de setembro de 2021, na véspera das manifestações, que se alega ser atual (Foto: Facebook / Reprodução)
7 de setembro: Captura de tela de uma publicação com um vídeo de setembro de 2021, na véspera das manifestações, que se alega ser atual (Foto: Facebook / Reprodução)

O primeiro vídeo analisado foi publicado em 6 de setembro de 2022 em uma publicação que afirma que o registro mostra caravanas chegando em Brasília (DF) naquela data.

O registro, retirado do TikTok, mostrava o nome de usuário de uma conta na plataforma de vídeos. Uma busca pelo vídeo no perfil identificou um registro publicado em 6 de setembro de 2021, o que evidenciou que o registro é anterior ao alegado na publicação do Facebook.

Manifestação no Rio de Janeiro

A segunda publicação afirma mostrar a manifestação da última quarta-feira (7) em Copacabana (RJ).

Contudo, buscas reversas por uma captura de tela das gravações no Yandex mostraram registros (1, 2) de um vídeo semelhante que haviam sido publicados em setembro de 2021.

Conteúdo semelhante foi verificado pelo Aos Fatos e pelo AFP Checamos.