Vietnã decreta confinamento da capital por aumento de casos de covid-19

·1 minuto de leitura
Homem de máscara passeia com seu cão por rua quase deserta de Hanói

As autoridades do Vietnã decretaram neste sábado o confinamento dos oito milhões de habitantes de Hanói, capital do país, em uma tentativa de frear um grave surto de contágios de covid-19 que obrigou um terço do país a permanecer em casa.

Na sexta-feira foram registrados mais de 7.000 novos contágios em todo o país, o terceiro recorde de casos diários em uma semana.

O centro de Hanói, normalmente movimentado, estava praticamente vazio e com lojas fechadas quando o confinamento entrou em vigor, mas ainda é possível observar algumas pessoas nas proximidades da cidade.

Depois de conter com sucesso focos limitados de covid-19 no ano passado, o Vietnã registrou uma disparada de casos desde o fim de abril.

Quase um terço dos 100 milhões de habitantes do país já estão confinados. Mas o surto mostra poucos sinais de desaceleração e a Cidade Ho Chi Minh, no sul, que registrou a maioria dos casos recentes, decidiu na sexta-feira ampliar a ordem de permanência em casa.

A economia do Vietnã foi uma das poucas que cresceu no ano passado graças à eficiência em conter a primeira onda da pandemia.

Mas o país do sudeste asiático demora a vacinar a população, com apenas 4,5 milhões de doses administradas até agora.

O Vietnã tem uma política de internar todos os infectados, o que submete os profissionais da saúde e os hospitais a uma enorme pressão - a norma foi suspensa em algumas regiões.

tmh-aph/gle/pc/erl/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos