Vietnã descobre nova variante do coronavírus

·1 minuto de leitura
Vietnamitas em fila para teste de diagnóstico do coronavírus perto do hospital Bach Mai, em Hanói, em 30 de março de 2021

O Vietnã detectou uma nova variante do vírus da covid-19, que seria uma combinação das variantes indiana e britânica, informou neste sábado a imprensa estatal.

A notícia foi divulgada no momento em que o país enfrenta uma nova onda de contágios em mais da metade de seu território, incluindo as zonas industriais e as grandes cidades como Hanói e Ho Chi Minh.

Até o momento, o Vietnã permaneceu relativamente protegido do coronavírus, mas a maioria dos 6.700 casos e 47 mortes no país foram registrados desde abril.

"Descobrimos uma variante híbrida, que combina a indiana e a britânica", afirmou neste sábado o ministro da Saúde, Nguyen Thanh Long, em uma reunião sobre a pandemia.

"A característica principal deste vírus é que se propaga rapidamente pelo ar. A concentração de vírus na garganta e na saliva aumenta rapidamente se espalha com muita força para o ambiente próximo", completou.

O ministro não revelou quantos casos da nova variante foram registrados até o momento, mas afirmou que o país divulgará em breve a descoberta no mapa mundial de cepas genéticas.

Até o momento, o Vietnã havia registrado sete variantes do vírus. O país foi elogiado por sua gestão da primeira onda da pandemia no ano passado, com a adoção de quarentenas em larga escala, além de um sistema estrito de diagnóstico e isolamento.

Neste momento e diante do aumento de contágios, os deslocamentos estão muito limitados no país e os locais de lazer e culto estão fechados em várias regiões.

O Vietnã tem 97 milhões de habitantes e até o momento vacinou um milhão de pessoas. As autoridades querem acelerar o ritmo e alcançar a imunidade coletiva até o fim do ano.

tmh/lpm/axn/ia/at/bl/tjc/fp