'Vigília cívica' para o 2º turno terá ato com Raquel Dodge, Joaquim Barbosa e Miguel Reale Jr.

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 01.08.2019 - A ex-procuradora-geral da República Raquel Dodge. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 01.08.2019 - A ex-procuradora-geral da República Raquel Dodge. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A ex-procuradora-geral da República Raquel Dodge, o ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa e o jurista Miguel Reale Júnior participarão nesta sexta-feira (28) do ato de abertura da chamada "vigília cívica", articulação que busca coibir eventuais tentativas de tumultuar as eleições, para o segundo turno do pleito.

Encampada por organizações da sociedade civil, a iniciativa já atuou no primeiro turno em defesa da segurança de eleitores e mesários e do respeito aos resultados eleitorais.

O ato desta sexta-feira será realizado na sede a OAB de São Paulo, na capital paulista, e reunirá ainda nomes como a socióloga Neca Setúbal, o ex-ministro José Carlos Dias, o diretor da Faculdade de Direito da USP, Celso Campilongo, o jurista José Gregori e a escritora Bianca Santana.

A presidente da OAB-SP, Patricia Vanzolini, e o presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, também estarão lá.

A "vigília cívica" é composta por entidades como Comissão Arns, Comitê de Defesa da Democracia, Coalizão em Defesa do Sistema Eleitoral, Conectas Direitos Humanos, Democracia em Xeque, Direitos Já!, Instituto Ethos, Fundação Tide Setubal e Transparência Internacional.

Reunidos em encontros quinzenais desde julho, representantes das organizações têm feito um mapeamento dos principais riscos de ocorrências e distribuído tarefas entre seus integrantes.

Entre as ações já executadas pela articulação, em conjunto ou individualmente por cada grupo, há desde gestões para que as prefeituras garantam transporte público às zonas eleitorais a reuniões com representantes de outros países para garantir um reconhecimento rápido do resultado da votação.